Print Friendly and PDFPrint Friendly
Affichage des articles dont le libellé est Journée à oublier / Dias para esquecer. Afficher tous les articles
Affichage des articles dont le libellé est Journée à oublier / Dias para esquecer. Afficher tous les articles

jeudi 13 janvier 2011

Desculpas / Excuses

Peço desculpa por ainda não ter tido a possiblidade de vos visitar hoje, mas infelizmente comesei muito mal o ano 2011 , na semana passada roubaram-me o espelho exteriror do meu carro lado condutor e esta manhã me partiram o vidro do carro lado condutor, imaginem conduzir sem nenhuma visiblidade, horrivel ainda por cima em Paris....o pior disto tudo é que andei toda a manhã nos comisàrios de Policia e ainda não acabei agora é com o seguro do carro.

Isto tudo para vos pedir desculpas, pois jà vi tanta coisinha boa postada e nem pode ir espreitar com esta correria toda, desculpem amigas (os), mas sem falta nem que seja mais para o fim da noite eu irei visitar os vossos cantinhos.

Beijinhos a todas (os) vocês

mercredi 27 octobre 2010

Desabafo, Magoada e Desculpas

Amigas(os) hoje vim aqui expor um assunto que me pos um pouco mal disposta , para não ir mais longe......

Como voces sabem eu estou vivendo em França.
Não é novidade nenhuma para voces que o meu blog é Franco-Português, pois para quem o segue diàriamente teve a ocasião de verificar que, posto alternadamente receitas em Francês e em Português, pois bém:

Existe um novo blog que até estou apreciando, porque pelo menos alguem teve a audàcia de dizer muitas verdades em relação a muitos blogs de culinària, logico também faço parte, ainda não fui criticada pelo diabinho, mas se o for não ficarei ofendida, pois sei aceitar criticas, pois é com elas que aprendemos a crescer,mas onde fui criticada,por uma senhora: Telma Figueiredo, me chamando de burra porque dou muitos erros quando escrevo o Português, peço desculpas a voces todos pelos erros, mas a verdade é que tenho muito orgulho em escrever a lingua das minhas origens e do Pais que trago no coração e tenho a certeza que não dou tantos erros como certas pessoas que vivem em Portugal.

Enfim isto foi mais um desabafo mas aqui mais em baixo vos deixo verificar os comentàrios que fiz no blog e o comentàrio em que sou criticada descaradamente.
Visitem este blog se ainda não o conhecem, pois acho que tem todo o seu mérito, tudo depende de que forma aceitamos as nossas criticas.
http://anjinhododiabo.blogspot.com

SEGUNDA-FEIRA, 25 DE OUTUBRO DE 2010
Comentários Abertos
Beth disse...Estou completamente deacordo com a Maria dos tachos, eu também tenho um blog Francofone,"Os Sabores da Beth / Les Saveurs de Beth" que realisei para me ajudar a passar o tempo livre e partilhar a minha simples cozinha do dia a dia,com receitas en Frances e outras em Português, para partilhar duas cozinhas difrentes com quem tem o prazer de me visitar. Não sou chefe **** mas sou de* e fico feliz por conhecer pesoas simples e humildes através do meu blog, portanto também convido o Sr. Diabinho a visitar o meu blog,pois também aceito criticas e tambem as publico, pois é com as criticas que aprendemos a crescer e a nos corregir, ninguém é perfeito o que conta é vivermos momentos de partilha bem simpaticos e agradàveis!
Beijinhos para voces todas e também e como não poidia deixar de ser um abraço para o nosso Diabinho!
Beth
26 de Outubro de 2010 09:10

Beth disse...concordo plenamente ctg Cristina, a muitos blogs que fogem do seu sujeito, infelizmente, mas quanto ao trabalho do diabinho(a) eu concordo plenamente, pois se algum dia receber uma critica dele(a) serà publicado no meu blog, sem vergonha, pois é com as criticas que aprendemos a crescer e a nos corregir!
beijinhos a todas
26 de Outubro de 2010 19:44

Telma Figueiredo disse...a beth tem razao, uma pessoa não deve ter vergonha do que é. Por exemplo ela é burra que se farta, dá erros no blog e em todas as mensagens que deixa, e todos gostam tanto dela. tem um blog que é um sucesso dos sucessos e o diabinho não lhe faz uma mensagem dedicada só a ela? Ai a dor de cotovelo custa tanto.
27 de Outubro de 2010 11:01

vendredi 27 août 2010

Ral Bol !!!


Se sentir seule, et inutile c'est un sentiment qui fait très mal, une douleur à l'intérieur de nous inexplicable, juste la sensation d'être vide, envie de rien, même pas de parlé juste pleuré, et pleuré, pourquoi???
pourquoi???? souffrir autant, quand ont fait tout pour voir nos êtres plus cher heureux, j'ai le sentiment de ne servir plus à rien, je me sens invisible dans cette maison....mais il y a....mes enfants que j'aime et je ne sait pas comment faire semblent d'avoir toujours le sourire et la bonne humeur avec eux , quand à l'intérieur de moi je me sens détruite, je suis désoler d'écrire tout sa, mais je resentie le besoin de en parlé à quelqu'un et ce quelqu'un c'est vous.... facile de se ouvrir à des inconnus, sa fait du bien de pouvoir jeter cette souffrance d'inutilité vers l'extérieur, dernièrement je me refuge dans le travail,dans la cuisine.... pour ni pas y penser trop....
je sait juste que je vie pour mes enfants, je suis très fatigué d'être invisible, ma tète pense tout le temps sans trouvez des solutions je tourne en bourrique....
le sentiment d'être vide fiat mal, très mal...
Je vous demande pardon de vous embête avec ma vie de merde et je vous remercie d'être toujours la , merci du fond du coeur à vous tous, vous êtes des gens bien avec un grand coeur, continuez ainsi et soyez très heureux !!!!
Merci!

mercredi 9 décembre 2009

La Douleur de L'amour / A Dor do Amor



É incrível como alguém posa romper teu coração, e no entanto segues amando-lhe com cada um dos pedaços …

Pior que amar e não ser correspondido, é amar e ser esquecido!
Não existe amor impossivel, apenas pessoas incapazes de lutar por aquilo que chamam de amor.


Às vezes a dor é tão profunda que ninguém consegue avaliá-la, ainda que tentemos explicar.
A solidão parece tomar conta de tudo tornando o vazio, profundo e doloroso.


Ser feliz também é fazer outras pessoas felizes.
Pequenos gestos como um abraço carinhoso, um elogio sincero ou um agradecimento,
podem tornar o dia de alguém muito especial.

Ser gentil com as pessoas à sua volta é encher seu ambiente de felicidade.
Viver integralmente, do modo mais completo possível, ser feliz, e voltar a ser feliz: Esse é o verdadeiro fim, o objetivo da vida !

Beth

vendredi 27 novembre 2009

La Peur / O Medo

Nous tous vivons dévorés par la nécessité d'être aimés, mais nous avons de la peur de l'insécurité d'aimer.
Ma force est dans la solitude. Je n'ai pas de la peur ni de pluies opportunes ni de grands vents fort libérés, donc j'aussi suis le foncé de la nuit.
Ce n'est pas que j'aie de la peur du décès. Je ne veux seulement pas être là quand cela arrivera.
La peur a quelque utilité, mais la lâcheté non.
Dans le fond, nous savons que l'autre côté de tout la peur est la liberté.


Todos nós vivemos devorados pela necessidade de ser amados, mas temos medo da insegurança de amar.
Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite .
Não é que eu tenha medo da morte. Eu apenas não quero estar lá quando isso acontecer.
O medo tem alguma utilidade, mas a covardia não.
No fundo, sabemos que o outro lado de todo o medo é a liberdade.

lundi 23 novembre 2009

Merci Antonia !

Merci Antonia vous savez toujours comment monter le moral, je vous adore !

Envoyer par ma grande amie Antonia!
Beth

samedi 21 novembre 2009

Sentir-se Inutil ... Sem valor... Ser Humilhada ... Ser Calcada... é assim que certas pessoas adoram que nos sintà-mos !

Do que vale amar se o amor só nos faz sofrer ?



Não adianta lamentar hoje do que você fez ontem, porque ontem você fez o que tinha necessidade de fazer. Hoje você agiu errado. Mas hoje, não é ontem.

Ontem foi um dia, hoje é outro e amanhã você se lamentará em vão do que fez hoje.

A pior solidão que existe é darmo-nos conta de que as pessoas são idiotas.

Quando a tristeza vier ao seu encontro, deixe sair dos olhos uma lágrima, da boca um sorriso e do coração uma prece, pois não são covardes os que choram por amor, mas sim aqueles que amam com medo de chorar...

Sorria sempre, mesmo que seu sorriso seja um sorriso triste, pois mais triste que um sorriso triste é a tristeza de não poder sorrir.

A tristeza pode sobrevoar nossas cabeças mas nunca a deixe fazer ninhos.

Lamentar uma dor passada, no presente, é criar outra dor e sofrer novamente.

Agoram digam-me... vale a pena viver?

Beth